Eu não quero ser o Bill Johnson (por mais que eu o admire)

bill johnson bssm

Quero começar esse texto deixando bem claro que eu amo o Bill Johnson. Por dois anos eu tive a oportunidade de ouvir bem de perto muito daquilo que Deus tem revelado pra ele e pra outros líderes da Bethel. Eu também garanto que tudo aquilo que eu aprendi em meu tempo em Redding abençoou demais a minha vida e edificou a minha caminhada com Cristo, me levando ao lugar onde pude aprender que Jesus não queria apenas que eu pregasse do Seu amor com palavras, mas com o poder.

Porém, apesar dele ser uma grande benção em minha vida e um homem de Deus que me inspira, eu não quero ser o Bill Johnson. Continuar lendo Eu não quero ser o Bill Johnson (por mais que eu o admire)

Eu não vou pedir por respeito, eu vou apenas continuar vivendo o Evangelho.

Foto: Otto Helberg
Foto: Otto Helberg

Ontem eu li um artigo que me chamou bastante atenção, onde o jogador de futebol americano Tim Tebow acabou sendo dispensado pela namorada, que foi Miss Universo em 2012, pelo fato dele querer se manter virgem até o casamento. Em um país onde a maioria das pessoas se consideram cristãs, ainda assim essa foi uma grande surpresa para a mídia, que acabou trazendo crítica na direção do atleta, o que me fez refletir sobre o Evangelho que temos vivido.

Tem alguns assuntos que eu geralmente não compartilho muito. Mas quando muitas pessoas descobrem que eu também só quero ter uma relação sexual após o casamento, a maioria dos olhares e palavras são de “você é maluco” ou “você é gay?”. Quando eu digo que não quero beber, recebo perguntas irônicas como “a sua igreja não permite?”. E assim por diante… O deboche está sempre presente desde sempre. E o mais irônico é que acaba vindo de pessoas que se dizem ter a “mente aberta”. Continuar lendo Eu não vou pedir por respeito, eu vou apenas continuar vivendo o Evangelho.

Até que ponto confiar em Deus?

Foto: Otto Helberg
Foto: Otto Helberg

Eu sei que ao ler essa pergunta muitos devem estar pensando: “E isso é questionamento que se faça?! É claro que devemos sempre confiar em Deus até o fim!”. Se você é uma dessas pessoas, eu gostaria de te pedir para abaixar as suas armas por um instante. Porque, na real, todos nós sabemos que na prática nem sempre é bem assim.

Temos alguns casos na própria Bíblia onde os grandes heróis da fé tentaram dar um jeitinho e fazer com que as promessas de Deus para as suas vidas se cumprissem através de sua própria força. Um exemplo clássico é o de Abraão, que mentiu com medo de morrer e teve um filho com a serva de sua mulher, apesar de tudo o que Deus tinha dito a ele.

A verdade é que histórias como essa se repentem toda hora… Afinal é muito ruim estar cheio de expectativa e ver as circunstâncias te esmagando dia após dia e o inimigo dizendo no seu ouvido que vai dar tudo errado. É muito frustrante pensar que o “passo certo” que você deu não parece estar levando a lugar nenhum, muito pelo contrário, só está trazendo prejuízo. É muito angustiante ficar em uma situação que parece te deixar de mãos atadas e nenhuma porta parece se abrir. Nós ficamos com medo, nós nos sentimos sozinhos… Eu sei. Já vi. Já vivi. E, graças a Deus, sigo sempre vencendo.

Mas vitória tem a ver com perseverar naquilo que Ele prometeu e conquistou. Isso só acontece quando a  fé não é baseada em uma momentânea emoção, mas se torna em nossa própria vida “a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos.” (Hb11:1) 

Infelizmente, muitas pessoas não têm avançado (e ainda têm andado para atrás) porque tentam construir a sua vida com Deus baseadas naquilo que elas sentem e acabam ficando numa montanha-russa emocional sem saber o que fazer.  

Mas aqui vai o “segredo” para sair desse buraco: “Não vivam como vivem as pessoas deste mundo, mas deixem que Deus os transforme por meio de uma completa mudança da mente de vocês. Assim vocês conhecerão a vontade de Deus, isto é, aquilo que é bom, perfeito e agradável a ele.” Rm12:2

Pensa um pouco sobre o que aconteceu com Pedro e coloque-se no lugar dele. Talvez você não sinta uma grande animação de sair do barco para dar um passo em direção ao mar em um dia em que as ondas nem parecem tão tranquilas, mas Jesus está te chamando para caminhar sobre as águas, para viver o sobrenatural!

Por isso a sua atenção tem que estar plenamente nEle! A partir do momento que você olhar as circunstâncias, você vai afundar. Mas não é isso que Ele tem pra sua vida: Ele tem um plano de paz e não de mal. Ele tem preparado grandes coisas para você.

Com isso eu te encorajo a permanecer firme naquilo que Ele te prometeu.
Eu sei que pode estar bem difícil, mas Deus nunca falha! E a boa obra que Ele começou, Ele vai terminar!


Leia também:
O que fazer quando você se sentir sozinho?
Me desculpe se a igreja te machucou
O que queres que eu te faça?
Afinal, qual é a vontade de Deus para a humanidade?

 

O que queres que eu te faça?

Esse é o primeiro texto colaborativo que posto aqui no blog. A minha amiga Talitha Schmidt me enviou há algumas horas e me impactou tanto que eu senti que era algo que mais pessoas deveriam ler. Espero que impacte a sua vida também!

Foto: Otto Helberg
Foto: Otto Helberg

Ontem a noite eu estava no meu quarto pensando sobre um monte de coisas que têm acontecido na minha vida. Quando, de repente, Deus falou comigo: “O que queres que eu te faça?Minha primeira reação foi dizer: “Senhor, como assim? Eu tô falando isso pro Senhor tem um tempão! Eu falo todos os dias que eu não quero que isso ou que aquilo aconteça, etc…”

E aí Deus falou de novo: “O que queres que eu te faça? Até agora você só fala o tempo todo o que você não quer que eu faça, o que você não quer que aconteça. Mas, até agora, você não me disse o que você realmente QUER que eu te faça.”

Aquilo foi MARAVILHOSO. Senti como se escamas caíssem dos meus olhos e tudo ficou mais claro.

Na Bíblia, Jesus Continuar lendo O que queres que eu te faça?

A igreja não deve ser um Game of Thrones

Game of Thrones

Todo mundo já ouviu falar do seriado Game of Thrones, certo? Pelo menos no meu convívio pessoal tem um grande número de pecadores uma boa galera que assiste e que compartilha vários posts sobre o tema no Facebook. Então, se você não conhece, talvez seja pelo fato de eu não estar andando com as melhores companhias (risos).

Brincadeiras à parte, o Game of Thrones é bem interessante. Traduzindo de forma livre, o nome da série se chama “Jogo dos Tronos”. Vou te dar um breve resumo sobre o seu enredo: é uma mistura de Idade Média com “zumbis” onde existem diversas famílias que lutam por mais poder e domínio de território antes que o inverno chegue, porque quando o inverno chegar será um “salve-se quem puder”.

Sim, eu assisto Game of Thrones (me julguem) e curto tanto que entrei numa fila para tirar a foto acima na Bienal do Livro que teve aqui no Rio de Janeiro. Mas, por mais que eu goste desse seriado, ele carrega temas como: inveja, ambição, egoísmo, malícia, traição, desonra, entre outros que não acrescentam muito em nossas vidas, assim como a grande maioria dos programas que passam na televisão. Durante toda a história podemos ver muita corrupção, desordem, violência, guerras e confusão, onde uma personagem sempre busca ser maior do que a outra. Afinal, o objetivo não é apenas conquistar, mas também permanecer o Trono de Ferro. Talvez eu deveria parar de assistir (risos), Continuar lendo A igreja não deve ser um Game of Thrones

Como lidar com uma pessoa que fala mal de todo mundo?

Foto: Otto Helberg

Todos nós já tivemos pensamentos negativos sobre alguém e muitas vezes já os colocamos para fora quando não deveríamos, por estarmos frustrados, insatisfeitos ou machucados. Não quero usar isso como uma desculpa, mas acaba sendo parte do nosso crescimento pessoal. Porém, ao mesmo tempo, todos nós conhecemos pessoas que fazem dessa prática um estilo de vida, algo que vai além do corriqueiro, e é sobre isso que eu quero falar.

A ação ou hábito de dizer mal dos outros é chamada de maledicência. Essa atitude é algo que o apóstolo Paulo nos orienta a abandonar (Colossenses3:8), pois eu creio que está conectada à nossa capacidade carnal de ver uma pessoa ou situação. Afinal, a Bíblia nos diz que Jesus nos comprou por um alto preço, assim não deveríamos ver ou tratar uns aos outros como lixo.

Mas por não sabermos como lidar com esse tipo de atitude, muitas vezes não fazemos nada em relação a ela e ficamos assistindo ela crescer livremente em nosso meio. Assim, acabamos nos permitimos ser rodeados por pessoas que parecem  que a única coisa que sabem fazer é falar mal de pessoas e isso não está certo pois a maledicência é pecado.

Eu não tenho todas as respostas, mas eu tenho buscado crescer e convidado pessoas ao meu redor a entrar nessa mesma jornada. Sendo assim, eu quero dividir 2 pontos que tenho aprendido sobre esse assunto:

 

1. O amor diz “pare!”

Um amigo que fala mal de todo mundo, certamente, um dia, vai falar mal de você também. Não se engane pensando que com você será diferente, pois não é algo pessoal e sim relacionado ao caráter mesmo. Então, se você é amigo de verdade e se importa com a pessoa, convide-a a colocar as lentes do Pai e mudar a perspectiva e escrever uma nova história. Continuar lendo Como lidar com uma pessoa que fala mal de todo mundo?

6 livros que impactaram a minha vida (e que eu recomendo!)

FullSizeRender (51)

“Esse livro vai mudar a sua vida!” – as vezes eu escuto essa frase. Não concordo muito com ela, mas acredito que as palavras e a perspectiva que um autor carrega consigo pode impactar em muito a forma em que vivemos também. Por isso, fiz uma pequena seleção de alguns dos meus livros favoritos, com um breve comentário e o link para você encontrar numa loja virtual. Assim como impactaram a minha vida, espero que impactem a de vocês também. Continuar lendo 6 livros que impactaram a minha vida (e que eu recomendo!)

O que fazer quando você se sente sozinho?

gabrieldossantos3

Solidão. Eu acho que esse é um dos maiores medos do ser humano: a solidão.

Às vezes esse sentimento tenta grudar na gente mesmo quando temos uma multidão ao nosso redor, pois acaba sendo amplificado pelo fato dos outros não conseguirem ver ou entender as nossas perspectivas de vida ou a direção que o Espírito Santo está nos dando, assim a batalha começa quando nós tentamos buscar a aprovação dessas pessoas a todo modo. Mas muitas vezes Deus nos dá um direcionamento que parece loucura aos demais, ou até para nós mesmos (risos). E é nesse momento que o inimigo tenta agir, lançando dúvidas.  Continuar lendo O que fazer quando você se sente sozinho?

%d blogueiros gostam disto: